NOTÍCIAS

27.08.2019

Aneel homologa tarifas da Cooperaliança, que continuará a concessionária de energia elétrica mais barata do Brasil

A Cooperaliança passará a ter novas tarifas nesta semana e continua sendo a concessionária de energia com menor preço do Brasil. A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) homologou na manhã desta terça-feira, 27, o Índice de Reajuste Tarifário (IRT), que terá efeito médio de 10% - sendo 9,89% em baixa tensão e 10,17 para os consumidores conectados em alta tensão.  

A tarifa residencial será de R$0,46 a partir desta quinta-feira, 29. Já para as indústrias o percentual será sentido de acordo com a opção tarifária de cada uma. “O nosso sentimento é de dever cumprido. Sabemos que apesar do valor homologado, continuamos com preço justo e competitivo aos nossos quase 40 mil consumidores, dos quatro municípios de abrangência”, colocou o presidente da distribuidora, Reginaldo de Jesus (Dedê). Ainda segundo ele, estudos já estão sendo realizados para compra de energia elétrica em leilão, para assim, conseguir todos os anos oferecer preço ainda mais baixo a todos.

A equipe técnica da Aliança esteve empenhada nos últimos dias para que o reajuste não fosse sentido com grande impacto pelo consumidor final. “A Aneel já havia encaminhado as tabelas referentes aos cálculos desse IRT, que deveria ser de 26%. Após análises, entendemos que estes não estavam de acordo com a lei 13.360/2016 e o módulo do Proret 8.5, que dizem respeito ao fato de que os descontos tarifários são retirados no limite final de 10%”, afirmou o técnico comercial Mateus Búrigo Dalmolim.

O relator do processo de reajuste, Rodrigo Limp do Nascimento, ressaltou que o tratamento realizado na análise da Coopealiança foi o mesmo dado às demais cooperativas. “Esse processo tem a particularidade de se tratar de cooperativa concessionária, que por comando legal tem o mesmo tratamento daquelas enquadradas como permissionárias, ou seja, o desconto na compra da energia”. Vale lembrar, que esse desconto reduz o subsídio na compra de 41% para 38%, o que influência diretamente no valor final. 

Fonte: Mariéli Salvador - JP 06300/SC - Departamento de Comunicação - Foto: Agência Nacional de Energia Elétrica - ANEEL
DESLIGAMENTOS PROGRAMADOS

Não há desligamentos programados para esta data.

NOTÍCIAS

09.09.2019 Nota de falecimento: ex-presidente Walmor de Luca + CONTINUAR LENDO